TÉCNICA DE SEMINÁRIO

Técnica do Seminário
@ Introdução
O seminário é instrumento que tem por objetivo permitir a um expositor que transmita informações a um público leigo sobre um determinado assunto pesquisado. Para que os ouvintes tirem proveito das informações, faz-se necessário que o expositor faça uso, com eficácia, da linguagem oral, assim como dos recursos materiais, caso sejam necessários na apresentação. Por isso, quando se quer ensinar apresentação de seminário aos alunos, é fundamental que o trabalho seja planejado e organizado. Não se pode perder de vista que o objetivo principal da tarefa (transmitir, com eficácia, as informações) deve ser garantido. A utilização do seminário de forma organizada e estruturada não só contribui para a aprendizagem dos ouvintes, como também para a aprendizagem daquele(s) que o apresenta(m). Este deverá pesquisar o tema abordado nas mais diversas fontes de informações; elaborar um esquema orientador da fala; utilizar os procedimentos lingüísticos discursivos característicos do gênero oral e, por fim, utilizar os recursos técnicos e materiais que, por ventura, sejam necessários na apresentação.
@ Objetivos
Ao final da atividade, espera-se que os alunos sejam capazes de:
Transmitir com eficácia as informações pesquisadas;
Utilizar o registro formal;
Elaborar um esquema orientador da fala;
Reconhecer as marcas lingüísticas características do gênero seminário;
Utilizar recursos técnicos.
@ Recursos didáticos
Cartolina para confeccionar cartaz, lápis preto, lápis de cor, borracha, caneta hidrocor, apagador, papel. Folha de transparência, caso a escola tenha retroprojetor; xerox, vídeo cassete, fita de vídeo e filmadora também são ótimos recursos de auxílio ao desenvolvimento deste tipo de trabalho pedagógico.
@ Organização da sala
No momento da apresentação, organize a sala de aula de forma a facilitar o trabalho do grupo ou aluno que fará o seminário. Garanta que os ouvintes possam ver e ouvir o(s) apresentador(es). Círculo e semicírculo geralmente são disposições mais adequadas, principalmente se o debate estiver previsto na apresentação.
@ Desenvolvimento da atividade/procedimento
Após o término da pesquisa realizada pelos alunos em diversas fontes sobre o tema que será apresentado, prepare-se para ensinar os procedimentos de apresentação do seminário.
1º momento
@ Levante os conhecimentos prévios dos alunos com o objetivo de identificar o que eles sabem a respeito de como se organiza um seminário.
@ Discuta com os alunos o que um seminário tem que ter, qual o papel dos participantes (expositor, platéia, professor) e o que não pode acontecer durante a apresentação.
@ Depois disso, apresente aos alunos sua proposta de trabalho.
@ Explique o objetivo do trabalho e organize os grupos, definindo quem serão os interlocutores, os temas, o que se espera dos alunos, o tempo de duração da preparação, a data da apresentação e os passos da tarefa.
@ Deixe claro também que a avaliação se dará durante e no final da atividade.
2º momento
@ Como modelo de apresentação de seminário, solicite, por exemplo, que um outro adulto (especialista) prepare uma aula sobre um determinado assunto que seja de interesse dos alunos. Ou prepare um seminário você mesmo, utilizando, se possível, os recursos materiais que gostaria que seus alunos utilizassem em suas futuras apresentações. Por exemplo, cartazes contendo gráficos, tabelas, mapas, ou ilustrações, a própria lousa, mapas (do mundo, das regiões,...). Caso a escola tenha retroprojetor, incentive o uso de transparência para escrever o esquema e o planejamento da fala. Se a escola não dispõe desse recurso, use a xerox para distribuir a informação para toda a turma. Se a escola tiver filmadora, grave a apresentação do convidado, ou a sua própria, para fazer com os alunos a avaliação da postura dos apresentadores durante o seminário. Forneça o seguinte roteiro de observação aos alunos. Cada um, dentro do grupo, pode observar e registrar um aspecto diferente da apresentação.
Roteiro Se for feito um seminário ou mostrado em vídeo, preste atenção como o apresentador:
@ Abre a exposição. Que forma ele utilizou para entrar em contato com o público? Qual foi a saudação inicial?
@ Introduz o tema e delimita o assunto dentro desse tema. Fique atento, nesse item, a expressões do tipo: O assunto de minha exposição será.... Abordarei nesta exposição alguns aspectos sobre...;
@ Desenvolve o tema. Veja se o apresentador é claro em sua maneira de falar, se as informações estão bem organizadas, se são coerentes e se têm uma progressão lógica.
@ Finaliza a apresentação. Houve a retomada de forma sintética dos principais pontos da exposição? Observe expressões do tipo: Em resumo...; O que foi dito aqui foi... ; Para concluir...; Recapitulando, podemos dizer que...;
@ Lança, ao final, uma questão aos ouvintes, com o objetivo de desencadear uma discussão ou reflexão entre os participantes;
@ Utiliza com eficácia os recursos materiais: cartazes, registro na lousa, equipamentos;
@ Posiciona-se diante do público. Observe a direção do olhar, o tom de voz em cada situação. E um último aspecto, observe nas frases do apresentador algumas marcas lingüísticas como as expressões então; portanto; sobretudo; no momento; ao longo desta apresentação...; para finalizar... vamos observar...
3º momento
Retome com os alunos os itens da aula anterior, com o objetivo de socializar as observações. Caso a apresentação tenha sido filmada, utilize o filme para análise.
4º momento
Ensine-os a preparar os cartazes, destacando a importância da disposição das imagens e das frases de síntese. Mostre aos alunos como preparar transparências, se for o caso. De posse dos esquemas e dos cartazes, que devem ser revisados por você, peça aos alunos que estudem o tema em casa para que, na aula seguinte, façam o ensaio da apresentação.
5º momento
Prepare para os ensaios No caso de uma apresentação de uma classe para outras, acompanhe o ensaio. Neste tipo de apresentação, todos devem ter um papel e aquele que não falar desta vez falará na próxima. No caso de haver apenas um grupo expositor que fará a apresentação para os demais colegas da mesma classe, o ensaio precisa acontecer só com a presença dos responsáveis pelo seminário. Por se tratar de um treino, se os ouvintes souberem de antemão como será o seminário podem perder o interesse por assistir à apresentação oficial. Se você não tiver com quem deixar os alunos que não participarão da apresentação, talvez não seja possível o acompanhamento do ensaio. Nesse caso, os alunos fazem o ensaio em casa. Mas lembre-os dos aspectos que eles precisam considerar em suas apresentações (os itens do roteiro utilizado na observação inicial).
Se tiver mais de um componente par se apresentar pode-se seguir este roteiro:
@ Um apresentador – do seminário – Fala da experiência de fazer a pesquisa, fala das normas da apresentação (se pode interferir nas falas ou apenas no final); apresenta cada participante e qual a função de cada um. Controla o tempo de cada apresentação.
@ Um apresentador para o tema: Fala de modo superficial sobre todos os itens que serão abordados no trabalho (apresentação do trabalho)
@ Expositores – Cada um terá um tema pra discutir
@ Considerações finais – Alguém para fazer as considerações - que significou para a turma fazer este trabalho; fará uma síntese do trabalho apresentado.
6º momento
Avaliação
De acordo com o número de grupos, reserve mais ou menos tempo para as apresentações. Caso a escola tenha filmadora, combine com os alunos a filmagem dos seminários, para facilitar a avaliação final, uma vez que esta poderia ser feita a partir da análise das imagens do vídeo.
@ A avaliação deve acontecer no processo e no final.
@ Durante o desenvolvimento do seminário, valorize os aspectos positivos dos alunos e oriente-os quanto aos aspectos que precisam melhorar.
@ Ao final, tanto os alunos como você fazem comentários sobre o que mais gostaram bem como os pontos mais problemáticos que apareceram nas apresentações.
@ Tanto os avaliadores (alunos) como os avaliados (expositores) devem ter clareza do objetivo dessas observações, qual seja, de contribuir para a melhoria das futuras apresentações.
@ Contextualização
Texto de Ivaneide Dantas da Silva – Adaptação Prof Mário Santana

Comentários

  1. Boa sugestão, colega!
    Eu conhecia esta técnica através do livro "Didática; Aprender a ensinar", de Ilza & Maximiliano.

    Gostei das dicas pra avaliar cada procedimento na apresentação.

    Essa técnica também ajuda a desenvolver habilidades cognitivas e atitudinais mais estruturantes da formação da identidade social do aluno.

    Valeu!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Diálogo entre Mãe e Filho...

HOMEMFOBIA?

Daniela Mercury incomoda demais